Meu filho quer ser jogador de futebol: Quais os primeiros passos?

Seu filho quer ser jogador de futebol, mas você não sabe o que fazer? Calma! Vamos te ajudar.

O mundo do futebol costuma ser competitivo, e muitos pais tem receio dos filhos se frustrarem e não conseguirem uma carreira promissora no mundo futebolístico. Devemos ter em mente que as frustrações fazem parte dos processos da vida e as vezes os filhos precisam ralar os joelhos para que deem os seus primeiros passos. No mundo do futebol a dedicação é um item primordial, os atletas costumam ter rotinas regradas desde os treinos até o seu estilo de vida.

1- Busque referências

O primeiro passo para que seu filho ingresse nesse universo é procurar uma escolinha de futebol, existem diversas e com variados preços, por isso busque as referências dessas escolas. Pesquise, fique atento a quem são os profissionais que atuam na escola, quais os métodos, rotinas de treinos, afinal, o seu filho irá passar um bom tempo convivendo neste meio e é importante que os pais ingressem juntos com eles. A responsabilidade dos pais é essencial, pois os filhos não podem serem jogados em qualquer clube, sem que haja estrutura para sua acomodação.

2- Seja realista com seu filho

Não frute seu filho ou filha, deixe claro o que vocês terão que fazer para alcançar o objetivo de se tornar um jogador ou jogadora de futebol. Atletas precisam cuidar da alimentação, ter uma rotina de treinos, o sonho de se tornar jogador de futebol pode deixar vários jovens cegos, então seja realista, e embarque junto com seu filho nesse sonho. Pode ser mais um hobby ou uma profissão durante a vida adulta. Lembre-se que o futebol não é coisa de menino, todas as dicas são válidas para meninas.

3 – Acompanhe seu filho durante todo o processo

É importante que a criança tenha um acompanhamento constante dos pais, pois a profissionalização precoce pode atrapalhar o desenvolvimento escolar do jovem jogador. O acompanhamento familiar é um ponto fundamental, para além de um investimento financeiro é também um acordo, entre pais e filhos, outras áreas não devem ser afetadas, é importante que se tenha equilíbrio.

4- Saúde em primeiro lugar

O futebol é um esporte de alto impacto e a alimentação e saúde precisam estar boas, para que o desempenho do seu futuro jogador ou jogadora não seja comprometido. É importante que a criança tenha um acompanhamento médico.

5 – Incentive

O incentivo é importante, a prática do futebol contribui para o desenvolvimento físico e mais saudável das crianças. Ajuda a fortalecer os ossos, e outros sistemas do corpo.

Boa jornada!

Related Post